O USO DE EQUIPAMENTOS NA DETECÇÃO DE VAZAMENTOS NÃO-VISÍVEIS: PATOLOGIA – INSTALAÇÕES DE ÁGUA FRIA

AUTORA: CRISTHYANE SILVA MELO DA CRUZ

ORIENTADORA: Professora Mª Louise Francisca Sampaio Brandão

MONOGRAFIA DO CURSO DE ENGENHARIA CIVIL DO IFS – INSTITUTO FEDERAL DE SERGIPE

As manifestações patológicas dos sistemas hidráulicos de uma edificação podem causar problemas sérios ao bem-estar e ao psicológico do usuário.

Apesar deste fato ser amplamente conhecido na construção civil, os sintomas deste sistema são causados pela negligência dos profissionais ou por erro na execução. Devido à dificuldade de determinação do foco de umidade através de apenas inspeção visual, surge a necessidade de estudos que facilitem o serviço da manutenção corretiva.

O objetivo deste trabalho é analisar a viabilidade do uso conjunto da termografia infravermelha com o detector de materiais na detecção de vazamentos não visíveis. Para este trabalho, confeccionou-se quatro protótipos de alvenaria, os quais foram submetidos a infiltração e analisados com ambos os equipamentos.

Com base nos dados obtidos, percebe-se que a termografia é eficaz em superfície de revestimentos permeáveis e que o scanner só é confiável caso o vazamento seja interrompido para análise. 

USO DA PLATAFORMA BIM NA INSPEÇÃO PREDIAL

AUTORA:  AMANDA SANTOS GOMES COSTA

2020 IFS – Instituto Federal de Sergipe

SANTOS, Maria Rita dos. Manual de uso, operação e manutenção de edificações em estruturas metálicas. 95 páginas. Monografia (Bacharelado em Engenharia Civil) – Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Sergipe – Campus Aracaju. 2020.

O manual de uso, operação e manutenção de uma edificação é de suma importância para garantir o pleno desempenho e durabilidade da estrutura durante a vida útil de projeto, se seguidas todas as orientações e recomendações prescritas. Devido ao aumento da utilização das estruturas metálicas na construção civil se faz necessário o estudo e desenvolvimento de ferramentas que auxiliam na preservação da estrutura e prevenção de patologias, sobretudo a corrosão, principal patologia que acomete o metal. Com o intuito de subsidiar projetistas, construtores e empresas especializadas na gestão de manutenção e promover a cultura da manutenção, este trabalho tem como objetivo a criação de um manual de uso, operação e manutenção de edificações em estruturas metálicas, baseando-se na ABNT NBR 5674:2012 e ABNT NBR 14037:2014. Através de estudos e pesquisas desenvolvidas foi possível a criação deste manual, além de desenvolver um passo a passo com as principais atividades para realizar a inspeção e, consequentemente, a manutenção das estruturas metálicas.


Palavras-chave: Manual. Estrutura metálica. Manutenção. Patologia. Corrosão.

MANUAL DE USO, OPERAÇÃO E MANUTENÇÃO DE EDIFICAÇÕES EM ESTRUTURAS METÁLICAS

AUTORA: MARIA RITA DOS SANTOS

2020 IFS – Instituto Federal de Sergipe

RESUMO

COSTA, Amanda Santos Gomes. Inspeção Predial com Auxílio da Plataforma BIM. 61
folhas. Monografia (Bacharelado em Engenharia Civil) – Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Sergipe – Campus Aracaju. 2020.


A inspeção predial é uma ferramenta indispensável na realização de vistorias para verificar o estado de conservação da edificação e subsidiar a gestão da manutenção.

O objetivo deste trabalho é avaliar o potencial de contribuição do uso da ferramenta BIM na melhoria da confiabilidade das inspeções prediais através de estudo de caso com e sem a ferramenta. Para alcançar o objetivo proposto, foi aplicado em um modelo 3D de projeto arquitetônico no Revit®, através do BIM 360 Glue®. O projeto foi exportado para o BIM 360 Field®, conforme inserido no processo de criação via formulário tridimensional o preenchimento de lista de verificação para cada manifestação patológica também foi realizado, e uma inspeção utilizando metodologia tradicional. O uso da ferramenta BIM na gestão da manutenção pode promover aumento da produtividade, acervo técnico completo e passível de acesso em qualquer época demandada, face armazenamento racional na nuvem, além dos modelos 3D disponibilizados para treinamentos e compreensão para o uso do
cliente.

Palavras-chave: Inspeção Predial. Ferramenta BIM. Gestão da Manutenção. Manifestação Patológica.

Análise da viabilidade do uso de ensaios não destrutivos no monitoramento da durabilidade de concreto comercializado em Sergipe.

No processo de verificação da qualidade de produção e propriedades do concreto armado que influenciam na durabilidade de uma estrutura, o ensaio comumente realizado é o de compressão axial em corpos de prova, conforme prescrições da ABNT NBR 5739:2007. Porém, apenas a verificação laboratorial de corpos de prova moldados em condições ideais, não reflete a realidade do canteiro de obra.

A possibilidade de monitorar suas propriedades mecânicas recorrendo a ensaios não destrutivos (ENDs) facultaria a vantagem adicional dessas análises sem danos às estruturas. A portabilidade dos equipamentos nas medições in situ facilitaria sobremaneira esse monitoramento contínuo do controle de qualidade, além de abranger outros setores de verificação que não apenas a resistência à compressão.

Com esse objetivo, procedeu-se um estudo de caso utilizando-se ensaios de carbonatação, ultrassonografia, resistividade elétrica, esclerometria e, com o auxílio do Software OriginPro 8.0 e da expressão matemática do coeficiente de Pearson, analisou-se a existência de correlação aceitável estatisticamente entre número expressivo de valores medidos dentre todos os resultados dos ENDs, com o ensaio de compressão axial. Foi realizado também o ensaio de potencial de corrosão em corpos de prova de concreto armado para exemplificar seu funcionamento. Ficou evidente a viabilidade dos ENDs, além do ensaio de compressão axial, também nos canteiros de obras, para o monitoramento contínuo do desempenho estrutural, característica imperiosa durante sua vida útil.

TCC – Emanuella de Araújo Carvalho